ELEIÇÕES 2022

Saiba o que é e
o que não é
permitido no
dia da votação

No dia da votação, 2 de outubro, o eleitor não é obrigado a apresentar o título de eleitor, mas ele deve saber a sua seção eleitoral para informar aos mesários.

Fique atento ao relógio.
A votação é iniciada às
8h e encerrada exatamente às 17h. Se chegar atrasado, não poderá votar.

Ao chegar no local de votação, o eleitor deve ter em mãos um documento com foto, que pode ser: RG, certificado de reservista, carteira profissional, carteira de trabalho, passaporte ou o app e-título!

Cada eleitor pode fazer até 4 tentativas de identificação pelo sistema biométrico. Caso não haja identificação pelo sistema, o presidente da seção pedirá a assinatura do cidadão no caderno de votação.

Depois de se identificar à mesa, inclusive pelo e-título, o eleitor deverá entregar o celular desligado ao mesário.

Na cabine de votação não será permitido o uso de celulares, câmeras, filmadoras ou qualquer outro equipamento digital ou de rádiocomunicação, como definiu o TSE em recente resolução.

Se o eleitor se negar a entregar o celular ou qualquer equipamento proibido, o chefe da seção deve acionar o juíz responsável pela zona, que pode solicitar força policial para tomar providências.

O eleitor também fica proibido de votar no pleito, caso se negue a entregar o celular.

Todo e qualquer eleitor com deficiência pode contar com auxílio de um cuidador, mesmo que não tenha feito solicitação anterior à justiça eleitoral. O cuidador tem acesso liberado à cabine.

Se o eleitor assim desejar, pode manifestar a sua preferência política por meio de camisas, bótons e bandeiras, por exemplo.

No dia da votação, fica proibida a realização de comícios, boca de urna ou aliciamento de eleitores. Qualquer dessas situações é considerada crime pela justiça eleitoral.

É proibido, também, o uso de armas de fogo em locais de votação ou em suas proximidades.

A força armada deve se colocar numa distância de 100 metros da seção eleitoral e não pode adentrar sem ordem judicial ou do presidente da mesa nas 48h que antecedem o pleito e nas 24h que o sucedem.

UA-1548785-1